ROTINA

Diante da rotina imposta pela idade avançada, a doença e as dificuldades decorrentes, como a de se locomover em  tenra idade, pelas restrições naturais ditadas pelas mães, iam Antônio e Cícero, respectivamente nas suas condições,  desbravando o parque. A filha-mãe empurrava a cadeira de rodas e trazia o filho, só com a ascendência do olhar, andando ao seu lado, bem junto de si. Falava muito tentando distrair a si mesma, tirá-la da rotina imposta pela dependência deles, nela! Cícero no arroubo dos 4 anos pouco entendia sobre natureza, conservação dos parques e tudo mais que a mãe falava repetidas vezes sempre que vinham para este passeio. Seria capaz de dizer frases inteiras, tamanha a repetição, sem entender bulhufas, pois só estavam no estado de alerta os ouvidos, que não captavam a apreensão da ideia.  O Universo do menino estava sempre amplificado, muito além daquelas palavras. Absorvia o cheiro, as cores, a umidade do ar fresco, e o quentinho do sol, quando saiam da sombra. Ele só sentia a  maravilhosa amplidão do parque! Antônio atravessava o parque envolto em lembranças, na verdade um emaranhado de lembranças. Hora no suposto “presente”, da semana passada, hora na juventude, hora quando criança, hora sem reconhecer o tempo! Atordoou-se muito tentando encaixar o fato numa idade, num ano, num sentimento! Mas começou a escolher  ficar com a emoção que lhe aflorava a lembrança que lhe chegava. Em algum momento começou a pensar que já era uma dádiva poder lembrar, fosse em que tempo fosse tivesse o fato acontecido. O parque? Ele só sentia… A maravilhosa amplidão do parque!

Hoje ainda andam pelo parque. A filha-mãe, hoje só mãe, vem trazida por Cícero. O semblante marcado pelo aprendizado esculpido num rosto que traz  o lamento de não ter sabido aproveitar o que o momento oferecia. Olha para Cícero, ali bem presente, com seu carinho e atenção, abaixando-se a altura dela na cadeira de rodas, falando e olhando-a nos olhos… Foi assim que ela aprendeu como se faz!  Calando-se a aprendendo a sentir o parque e a ouvir também com o olhar!

Anúncios

2 comentários sobre “ROTINA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s