VIZINHOS E OUTRO ALGUÉM

Os que passam pela casa ao lado. Alugada a cada ano a uma diversidade de moradores. Hoje acolhe pequenas e grandes crianças perdidas nas suas demências. Ouvem-se seus gritos, seus apelos, seus medos. Impressionada eu penso:  Que é delas quando em suas casas? Que é dos pais destes distanciados do que se chama normalidade?  Quanto esperaram destes, quando pequeninos, quando aparentemente normais! E qual a decepção ao vê-los  crescer distanciados do ideal sonhado para um filho?!

 —————————————————————– ——-

A linda pessoa tão generosa, tão culta e tão parceira. Cheia de ideias, qual Sherazade, entreteria alguém por mil anos com suas histórias, suas vivências. Toda responsável e pouco reconhecida. Ama, e ama tanto que mesmo no alto dos seus… Não direi! Ela jamais gostou que lhe impingissem uma idade. Realmente é uma mulher atemporal. Então, mesmo no alto das suas tantas vivências muito pouco pede e muito conclui equivocadamente se perdendo de alguns…  Mas tanto  fez e ainda faz por aqueles que ama!

Perdemos de vista mas não morreu para nós!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s